As 7 regras de ouro de um bom site

Início > Artigos > As 7 regras de ouro de um bom site

É praticamente “impensável” hoje em dia não estar presente no mundo virtual. Os números de acessos crescem dia a dia, assim como a quantidade de pessoas conectadas: em relatório do IBGE, em 2013 49,4% da população estava conectada à rede e, cerca de metade desse público faz o acesso via smartphone ou plataformas mobile. Indo um pouco mais além, só no primeiro semestre de 2015, o Brasil teve um crescimento de 36% de acessos à internet por banda larga e um crescimento de 42% de conexões via rede 3G ou 4G em relação ao ano passado. É muita gente online e o tempo todo. Você está online, e seus clientes também. Se sua empresa não estiver, ela acabará sendo esquecida e trocada por outra mais presente.

Um bom site garante sua presença online

Em tempos de crise, “sumir do mapa” definitivamente não é uma opção, então a presença online é mais que fundamental. Cabe no entanto dizer aqui que, não basta apenas criar um site e coloca-lo no ar. Pare dois minutos e coloque no Google o produto ou serviço da sua empresa. Ele apareceu logo no topo – ou ao menos na primeira página – dos resultados? A concorrência existe e está presente. A ideia aqui é aparecer mais – e melhor – que os demais para então ser encontrado. É necessário investir em informações relevantes e um design de qualidade e responsivo que não prejudique a imagem da sua empresa. Estar presente e em destaque: essa é a ideia de um bom site e que faz com que as pessoas te encontrem e procurem por seus produtos ou serviços.

Listamos aqui as 7 regras de ouro para que o seu site se destaque e funcione para o seu negócio:

1. Estar presente em todos os meios.
Mais de metade dos acessos à internet são feitos via plataformas mobile. Quem nunca acessou um site no celular ou tablet e viu que ele não funcionava bem, não carregava o conteúdo ou simplesmente parava de funcionar? Isso acontece porque o site em questão não foi projetado para ser responsivo. É fundamental hoje em dia ter um site responsivo, que permite que o usuário acesse todas as funções e recursos do seu site onde quer que ele esteia: computador, celular ou tablet. Esse tipo de site se adapta às diferentes telas e maneiras de navegação e traz uma melhor experiência para o usuário. Saiba mais sobre sites responsivos aqui.

2. Ser encontrado.
Quando vamos buscar uma informação, produto ou serviço na internet, dificilmente passamos das primeiras páginas de resultados. Não adianta nada ter um site e não ser encontrado. Entra aqui a necessidade de o seu site ter sido construído dentro dos conceitos de SEO (explicamos um pouco mais sobre isso aqui), com conteúdo relevante e original e também – como já dissemos no item anterior – responsivo, uma vez que o buscador prioriza esse tipo de site. Fundamental também estar sempre com os seus dados de contato atualizados: telefone, email, endereço. Disponibilize todas as maneiras de ser encontrado – e responda à todas – pois se um cliente envia um email e não tem resposta, por exemplo, a probabilidade de fechar com outra empresa é muito grande.

3. Mostrar quem é e o que faz.
Ao entrar em um site, é super importante que ele explique muito bem sobre o que ele é. O site da sua empresa é o seu cartão de visitas virtual. Ali que o seu cliente irá encontrar o que é, onde está, o que faz. A diferença é que, diferente do cartão, você tem espaço para explicar melhor tudo isso. Daí a importância de explicar o que é a sua empresa, qual o seu ramo, há quanto tempo existe, se possui prêmios, certificações, indicações. O “quem somos” (ou “sobre”) é fundamental para levantar essas informações. Outro ponto importante é ter um espaço que mostre – e especifique – quais são os seus produtos e serviços. Quanto mais detalhado e com informações relevantes esses campos estiverem, mais fácil de o cliente encontrar o que precisa e se interessar pelo serviço.

4. Estar atualizado.
Pense no quanto é desagradável você buscar um serviço em um site de uma empresa e quando liga o telefone não existe, o email volta, ou pior: não fazem mais aquele tipo de serviço? A empresa perde toda a sua confiança e não só o cliente não vai mais procura-la como não vai indicar, ou ainda “falar mal” para outros potenciais clientes. Por isso é tão importante estar sempre com o seu site em dia, seja a parte institucional, como produtos, serviços e contato como também, manter um canal de notícias ou artigos. Esses, por sinal, ajudam seu site a ser encontrado na rede (como falamos no segundo item). Atenção redobrada ainda ao bom uso do português: revise sempre para não ter erros gramaticais ou ortográficos. Um texto mal escrito depõe contra a sua credibilidade. Se você não tem tempo ou não sabe como fazer isso, o ideal é procurar ajuda.

5. Ser prático, funcional e bonito.
Uma das vantagens da internet é ter tudo ao alcance de um clique. Assim, nada mais justo que a navegação do seu site seja simples, limpa e intuitiva, que permita que o usuário encontre as informações que precisa sem ficar entrando em vários lugares para encontrar o que quer. Ninguém quer gastar tempo, então menos é mais. Tenha um design limpo e funcional que permita que o seu cliente encontre o que quer de maneira simples e completa. Deixe aquele primo que gosta de internet para lá e busque ajuda especializada. Assim você consegue unir todos os itens necessários sem dor de cabeça. A sua identidade visual faz parte do seu “cartão de visita”, então pense bem no o que ela está passando para o seu cliente: credibilidade ou bagunça?

6. Ser social.
Dentre as pessoas conectadas à internet, 92% estão conectadas por meio de redes sociais (segundo levantamento da Secretaria de Comunicação Social). Daí a importância de estar presente nos canais de mídias sociais. É importante dizer que, “estar presente” não diz respeito a apenas ter uma conta, mas realmente interagir com ela e com o seu público. Sua empresa tem um conteúdo incrível no seu site mas não está contando para ninguém? Desculpe, mas você está fazendo isso errado. É importante que o seu site tenha os links de todas as redes sociais em que você está presente. Isso facilita o compartilhamento e faz com que você seja encontrado e seguido pelo seu público. Não basta existir: tem que interagir.

7. Se mostrar.
Já falamos isso em outros pontos (2, 3 e 6), mas é bom reforçar: não adiantar ter um site e abandona-lo. Estar presente na rede é muito mais que só existir, é preciso estar sempre em construção, sempre trazendo algo novo, se reinventando. Aqui batemos mais um pouco na questão do conteúdo, o quanto ele te ajuda a se destacar frente aos demais. Você – o seu negócio, sua marca – se faz presente no dia a dia das pessoas e faz com que seja lembrado sempre. Traga referências, artigos, publicações, depoimentos de clientes, monte um portfólio que mostre seus produtos ou serviços. Peça para clientes escreverem recomendações ou depoimentos, responda comentários e mensagens nas redes sociais. Estabeleça uma comunicação e apareça para quem pode te procurar. Vale também aqui pensar em estratégias de marketing digital.

Conte com ajuda em desenvolvimento web para um site funcional

Seguindo essas regras à risca o seu site pode se destacar frente aos demais. Não é um trabalho simples, mas é importantíssimo para quem quer vender mais e melhor. Entre em contato com a GW2D e conte com a nossa expertise para te fazer crescer na internet.